GNV: quando a instalação do Kit Gás é vantajosa?

GNV: quando a instalação do Kit Gás é vantajosa?

A utilização do Gás Natural Veicular (GNV) se popularizou no Brasil depois de 1996 quando o Governo Federal regularizou a instalação do Kit Gás nos carros populares. A procura pelo equipamento se dá principalmente pelo valor do combustível que é bem inferior ao da gasolina e do etanol. Mesmo assim, antes de fazer a conversão veículo, o proprietário precisa avaliar outros fatores para ver se realmente fará um bom negócio.

O custo para a instalação de um Kit Gás gira em torno de R$ 4 mil. Para quem utiliza o carro para fins particulares, e roda cerca de mil quilômetros por mês, o tempo médio para o retorno do investimento é de dois anos e meio. Já para quem anda mais de três mil quilômetros por mês, como é o caso de taxistas, o retorno pode acontecer em até seis meses.

Esse tempo também varia de acordo com o preço que os combustíveis estão sendo vendidos, mas quase sempre o valor do GNV é muito menor do que as outras opções. No mês de abril, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, o preço médio do metro cúbico do GNV em Santa Catarina era de R$ 2,00, enquanto o litro da gasolina estava sendo vendido a R$ 3,50 e o do etanol a R$ 3,30.

Além do valor

GNV instaladoOutra vantagem do Gás Natural Veicular é que ele é menos prejudicial ao meio ambiente. Por sua combustão acontecer pelo excesso de ar, o processo libera mais água do que gás carbônico. Sendo assim, a emissão de gases poluentes do GNV é 15% menor que o etanol e 20% menor que a gasolina.

Porém algumas desvantagens também precisam ser consideradas. A utilização do Gás Natural como combustível faz com que o veículo perca potência, fato que será percebido durante arrancadas, ultrapassagens e também em trechos de subida.

Qual tipo escolher?

O tipo do Kit Gás também precisa ser avaliado, já que o equipamento possui cinco versões, e as quatro primeiras gerações podem trazer prejuízos ao motor do veículo em longo prazo, pois os carros não são preparados nas fábricas para serem movidos por GNV. Fato que pode aumentar os custos com manutenção. Por isso o Kit Gás mais indicado atualmente é o da quinta geração, que possui um sistema moderno e menos prejudicial ao veículo.

O porta malas, onde o cilindro de gás é instalado também perde espaço. Em carros como o Ford Ká ou o Volkswagen Gol, o equipamento costuma utilizar um terço do compartimento de bagagens. Além disso, quando o Kit Gás é colocado em carros zero quilômetro, o veículo perde a garantia de fábrica.

No fim das contas

Avaliando os prós e contras, especialistas afirmam que o GNV é mais indicado para carros utilizados para trabalho e que percorrem longas distâncias diariamente, como táxis e veículos de frete. Mesmo assim, antes de fazer a opção pelo Gás Natural procure um mecânico de sua confiança para avaliar o seu caso. Vale lembrar que mesmo que o Kit Gás esteja instalado, o motorista tem a opção de abastecer com gasolina ou etanol sempre que desejar.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *