Mito ou verdade: deixar a injeção funcionar antes de ligar o motor

Mito ou verdade: deixar a injeção funcionar antes de ligar o motor

Muitas pessoas acreditam que como a partida do motor gera muita tensão, é preciso deixar a injeção funcionar antes para só depois ligar o motor. Você também já deve ter ouvido por aí que após virar a chave do carro é preciso esperar aquela luzinha da injeção eletrônica apagar para dar a partida, não é? Isso é mais um mito relacionado aos automóveis! Saiba porque e tire outras dúvidas.

É preciso deixar a injeção funcionar antes de ligar o motor?

A Resposta é não. O sistema elétrico de um automóvel já vem dimensionado de fábrica para permitir que vários itens que consomem energia (motor de partida, bomba de combustível, gerenciamento de motor) sejam acionados simultaneamente durante a partida, sem comprometer a funcionalidade de nenhum deles. A luz, chamada de “check engine” é importante, sim, mas ela só deve ser motivo de preocupação quando permanecer ligada.

Acontece que as luzes acendem ao virarmos as chaves pois o sistema está sendo todo checado. E se apagam logo quando é confirSiga-bemmado que está tudo funcionando. É preocupante apenas se não apagarem, mesmo depois da partida. Há casos em que o fabricante recomenda aguardar alguns segundos para dar a partida após a comutação da ignição. A ideia é fazer com que o usuário olhe as luzes de advertência acesas durante a fase de “key-on” (chave ligada), e assim verificar se há alguma avaria antes de dar partida no motor.

Em outras situações, como na partida a frio de motores flex com etanol, alguns sistemas indicam que o motorista deve aguardar um instante antes de ligar o motor. Isso para que o combustível seja devidamente aquecido – ou então impedem que o motorista acione a partida antes do intervalo mínimo necessário.

Quando sabemos quando algo está errado?

A luz que se acende ao primeiro estalo da chave com o objetivo de ligar o automóvel tem como principal objetivo verificar se o sistema está todo em ordem! Esse indicador aparece para gerar um tempo suficiente para que a bomba de combustível consiga exercer certa pressão ao combustível. O intuito é de facilitar a partida.

Porém a velocidade com que o motor do carro é ligado não está diretamente relacionada ao tempo de funcionamento da bomba de combustível. Ou seja, o fato de dar a partida não implica na parada da checagem do sistema de injeção. Mesmo com a interrupção gerada pelo start, a checagem será realizada!

Atenção: essa pequena luz torna-se problema quando não se apaga! Neste caso, é hora de dar uma passada o mais rápido possível pelo seu mecânico para apurar os possíveis defeitos.

E girar a chave e voltar antes da partida? É necessário?

A dúvida é de Lamark dos Reis, de Pradópolis, SP: “Aprendi que, nos carros de bomba de combustível elétrica que permaneçam dois ou mais dias parados, deve-se virar a chave do contato e voltar, antes da ignição, até que não se ouça mais a linha pressurizando. Isso funciona mesmo? Meus carros sempre pegaram “de primeira” e com menos tempo de motor de partida acionado com essa técnica, especialmente nas manhãs frias”.

Esse dizer popular que prega que se obtém uma partida melhor ao ligar e desligar a ignição (apenas acender as luzes do painel, sem acionar o motor de partida), depois de alguns dias de inatividade, tem certo embasamento. Todo veículo com injeção eletrônica trabalha com a linha de combustível pressurizada.

Como isso funciona?

O combustível pressurizado aliado a orifícios pequenos e grande vazão resulta em um borrifo vaporizado de combustível, o que favorece sua queima. Contudo, se não houver a pressão necessária na linha de combustível, haverá pouca vazão, o que dificultará tanto a vaporização quanto a quantidade ideal de combustível para a queima com a quantidade de ar admitida (mistura muito pobre: com combustível a menos, não queima corretamente).

Siga-bemEsse problema dificilmente acontece com o veículo em funcionamento, mas pode ocorrer em caso de filtro de combustível muito saturado, que restringe a vazão e a pressão. A causa varia do uso do filtro por muito mais tempo que o recomendado ao abastecimento com combustível cheio de impurezas — sobretudo o álcool, que possui minúsculas partículas de bagaço da cana de açúcar, responsáveis por obstruir o filtro mais rápido. Uma bomba de combustível defeituosa também pode não fornecer a devida pressão!

Por outro lado,

mesmo com filtro e bomba de combustível em perfeito estado, há risco de outro problema durante a partida. Ao desligar o veículo a bomba elétrica deixa de funcionar, ou seja, não gera mais vazão e pressão na linha de combustível. Contudo, há uma válvula que impede que o combustível presente na linha pressurizada faça o caminho oposto, retornando ao tanque pela entrada da bomba. Dessa forma mantém-se a pressão na linha, essencial para uma partida rápida ou “de primeira”, uma vez que os injetores já possuem combustível pressurizado.

Há casos em que depois de certos dias, ou mesmo horas, quando a válvula anti-retorno não está em perfeito funcionamento, perde-se pressão na linha de combustível, o que ocasiona dificuldade na partida a frio. Afinal, a bomba elétrica precisará de certo tempo para pressurizar a linha de novo para que haja a correta injeção de combustível. Por isso que ligar e desligar o painel pode ajudar na partida “de primeira”.

Mas Cuidado!

Antes de sair ligando e desligando a ignição diversas vezes antes de dar partida, vamos lembrar que essa manobra pode ser muito prejudicial. Componentes e motores elétricos tendem a queimar com mais frequência no momento em que são ligados, devido ao súbito pico de corrente elétrica. Tanto que, após três ou quatro vezes dessa manobra, a própria central eletrônica não ativa mais a bomba de combustível. Outros componentes elétricos e eletrônicos, como as bobinas e módulos de ignição, também podem ter sua vida útil reduzida e trazer prejuízos.

Ou seja, para garantir a melhor partida “de primeira”, basta ligar a ignição e esperar alguns segundos até ouvir a bomba desligar: nessa condição garante-se que a linha já esteja pressurizada!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *